Busca
Busca
Seguro de carros: como escolher o melhor

Seguro de carros: como escolher o melhor

Seguro de carros: como escolher o melhor

Imprevistos acontecem. E, por isso, a contratação de um seguro de carros é fundamental. Por exemplo, quando ocorre um acidente, seja sua responsabilidade ou de outro motorista, sua cobertura precisa te ajudar. Dessa forma, é muito importante conhecer bem as opções que compõem a sua apólice de seguro. 

Na hora de escolher sua cobertura, é preciso considerar uma série de fatores. Afinal, além de proteger seu veículo, se mostra necessário não pagar um valor exagerado e contar com uma corretora de seguros confiável. Pode parecer confuso em um primeiro momento, mas não se preocupe. Vamos te mostrar agora como encontrar o melhor seguro de carros. Confira: 

O que é seguro de veículos?

Antes de mais nada, é importante conhecer um pouco mais sobre o que é seguro auto. Essa proteção é um acordo realizado entre o proprietário de um carro e uma corretora de seguros. Por meio de um contrato (conhecido como apólice de seguro), a empresa se torna responsável por cobrir todos os riscos definidos antes da contratação.

Dessa forma, quando acontece um imprevisto dentro da cobertura oferecida pela seguradora, o proprietário recebe um prêmio para ressarcir seu prejuízo com relação a acidentes ou furtos, por exemplo. Essa proteção é vendida por seguradoras, que devem possuir vínculo com a Susep (Superintendência de Seguros Privados). 

Diferenças entre as coberturas 

Os seguros de carros contam com peculiaridades e diferenças. Por isso, é importante ler as letras miúdas com atenção a fim de tomar a melhor decisão. O primeiro passo pode ser entender os dois tipos principais de cobertura oferecidos no mercado: 

  • Cobertura de danos parciais: também conhecida como cobertura compreensiva, acontece quando o preço do conserto do veículo não atinge 75% do valor do mesmo;
  • Cobertura de danos integrais: essa é a proteção oferecida quando os danos do veículo resultam na necessidade de um reparo que supera a marca de 75% do valor de carro ou de perda total. Além disso, esse tipo de cobertura também é pago no caso de roubo e furto do auto. 

A cobertura de danos parciais, ou compreensiva, oferece uma série de proteções na mesma apólice. Por isso, o veículo fica protegido contra os sinistros mais frequentes, como colisões, furto e roubo. Ainda nesse sentido, batidas leves, que têm alta incidência e altos custos de reparo também fazem parte da cobertura desse seguro de carros. Sendo assim, é muito adotado no Brasil.

Para quem deseja complementar a renda com o compartilhamento de carros, por exemplo, deve contar com a cobertura de danos compreensiva é um aspecto fundamental no processo de locação de imóveis. 

Tipos de proteção no seguro de carros

Tipos de proteção no seguro de carros

É importante entender que cada corretora de seguro de carros conta com proteções diferentes. Nos planos mais básicos, por exemplo, as únicas coberturas oferecidas são as de roubo e furto, incêndio, explosão, colisão e queda de raios. No entanto, você pode se precaver e selecionar outras alternativas, o que aumenta o valor da sua apólice. Veja algumas coberturas adicionais:

  • Danos causados em vidros, lanternas e retrovisores;
  • Danos causados em acessórios, como aparelhos de som;
  • Blindagem
  • Kit Gás;
  • Carro reserva;
  • Assistência 24 h

Como escolher o melhor seguro de carros

Defina as necessidades

Tendo em mente os diferentes tipos de proteção, você deve seguir alguns passos para realizar a melhor tomada de decisão. Veja algumas perguntas que devem ser feitas antes da contratação do seguro de carros:

  • Seu carro fica guardado na garagem ou costuma ser deixado estacionada na rua?
  • Com qual frequência o veículo é utilizado?
  • Em quais horários seu automóvel é usado?
  • Quais são os riscos que você diria que seu carro é exposto?
  • Quais os elementos do veículo (como acessórios) são os mais importantes para você?

Respondendo esses questionamentos, você consegue ter mais clareza na quantidade de coberturas que são realmente necessárias.

Procure uma corretora de seguro de carros de confiança

Nunca se esqueça de procurar por uma empresa de confiança antes de fazer a contratação do seguro de carros. Levante o máximo de informações possíveis sobre a reputação da corretora na Internet e busque referências de amigos e familiares. 

Selecione a franquia com atenção

A franquia do seguro de carros deve ser paga quando ocorre um sinistro parcial. Como os tipos de danos aos veículos são muito variados, esse valor pode ser fixo ou percentual. Dessa maneira, é essencial ficar atento à sua apólice de seguro para que essa informação seja definida de forma clara.  

Por exemplo, imagine que seu carro sofra uma colisão no trânsito e seu conserto seja no valor de R$3 mil reais. Se a sua franquia for de R$1 mil, você deve pagar esse valor, enquanto a segura se responsabiliza pelos outros R$2 mil. No entanto, a franquia não é cobrada em todos os casos, como quando o carro sofre perda total, por exemplo. 

Compare preços na cotação do seguro de carros

Quando você já tem em mente os nomes de algumas corretoras de seguro, as coberturas desejadas e sua franquia, é possível tomar uma decisão com mais segurança. Nesse sentido, chega a hora de fazer a cotação de seguro e entender as diferenças entre os valores disponibilizados.

Tendo acesso a diferentes corretoras, você consegue encontrar a proposta com o melhor custo benefício dentro das suas necessidades!

Complemente sua renda com o carro

Nossa última sugestão pode te ajudar a conquistar uma cobertura de seguro ainda mais completa. Quem enxerga no próprio carro um potencial para gerar renda pode encontrar algumas formas de protegê-lo de forma mais eficiente. 

Por exemplo, ao utilizar um serviço como o da moObie e alugar seu carro por meio de uma negociação extremamente segura e bastante rentável, é possível contratar um seguro um pouco mais caro ao compartilhar seu veículo algumas vezes por mês. Bem legal, não é mesmo? 

Essas foram as nossas dicas sobre como contratar seguro de carros. Se gostou do conteúdo, não deixe de ler nossos outros posts ou compartilhar o artigo em suas redes sociais.

Entre na discussão