Busca
Busca
Como a tecnologia pode transformar a mobilidade urbana?

Como a tecnologia pode transformar a mobilidade urbana?

A locomoção em cidades de diferentes tamanhos tem gerado dificuldades cada vez maiores, como o aumento do tempo de deslocamento e a elevação dos gastos. Fatores como o excesso de trânsito, a baixa qualidade do transporte público, os altos preços dos combustíveis, corridas de táxi e locação de veículos, contribuem para a ineficiência da mobilidade urbana.

Mas esse cenário está mudando, o que traz benefícios para diferentes setores da sociedade e facilita a vidas das pessoas. Um dos grandes responsáveis por essa transformação é a tecnologia, a partir da qual diversos dispositivos, sistemas e softwares são criados, dando suporte à locomoção de veículos. Saiba mais sobre essa revolução!

Preparamos este conteúdo para que você entenda mais sobre como a tecnologia está transformando a mobilidade urbana. Ficou interessado? Continue a leitura!

Os problemas de mobilidade no Brasil

Como acontece normalmente nos países que estão em processo de desenvolvimento, o Brasil enfrenta dificuldades relacionadas ao crescimento populacional, expansão de cidades e aquisição de bens em massa, como o automóvel. A falta de um planejamento urbano adequado, situação comum nas cidades brasileiras, reflete em uma série de problemas para a mobilidade, sobretudo, nos grandes centros.

Um dos mais graves problemas da mobilidade urbana no país é o transporte público. Ainda que sua finalidade seja tornar mais eficiente a locomoção, grande parte carece de condições adequadas aos seus usuários. Como exemplo, podemos citar as malhas viárias dos metrôs que, quando existem na cidade, são limitadas.

Como se não bastasse a ineficiência, o custo do transporte público é alto e se torna expressivo no final do mês. Da mesma forma, usar veículo próprio no dia a dia, traz custos maiores, já que envolve o preço do combustível, os gastos com a manutenção do automóvel, seguro, impostos e de tarifas de estacionamento.

Ainda existem outros problemas relevantes. A largura e a extensão das vias muitas vezes não comportam a quantidade de veículos que trafegam, características que ocasionam congestionamento e tornam o trânsito mais lento. A má sinalização ou a ausência de placas de identificação dificultam o acesso de motoristas a locais desconhecidos, o que gera mais gastos de tempo e dinheiro.

A tecnologia a favor da mobilidade urbana

Depois de contribuir para a melhoria de diversas áreas, o desenvolvimento tecnológico está revolucionando a forma como nos locomovemos no espaço urbano. O Big Data, um conjunto amplo de dados, tem sido essencial para essa transformação. A partir dele, são organizadas e disponibilizadas informações, principalmente via aplicativos, que buscam trazer soluções de mobilidade.

O Big Data fornece dados que possibilitam integrar informações de trânsito, como condições das vias, tipos e horários de transportes públicos disponíveis. Por meio de diversas ferramentas tecnológicas, podemos saber o fluxo do trânsito de um local e qual a melhor rota para se chegar até ele, pedir uma corrida de um automóvel ou uma bicicleta e mesmo alugar um carro sem burocracia. Que tal saber mais sobre essas ferramentas?

Waze

Se o trânsito em excesso e a ausência de sinalização adequada são dois importantes empecilhos à eficiência da mobilidade urbana no Brasil, o Waze surge como uma ferramenta indispensável para contorná-los. Isso porque ele fornece a rota mais rápida para um determinado destino, com indicações precisas de localização ao longo do trajeto percorrido.

O Waze é de grande serventia para desafogar o trânsito como um todo. Ao mostrar informações em tempo real no mapa, o aplicativo direciona os condutores para rotas alternativas, o que, consequentemente, dá fluidez ao tráfego e ajuda a diminuir os pontos de lentidão. Outras vantagens são as orientações dos trajetos nos casos de lugares desconhecidos pelo motorista e a opção de uso off-line.

Aplicativos de Bicicleta

Muitas vezes, mesmo com a utilização de rotas alternativas para fugir do trânsito, usar um automóvel não é o modo mais rápido de se chegar ao destino. Por essa razão, a utilização de bicicletas tem sido cada vez mais comum, principalmente, nos grandes centros, o que levou ao desenvolvimento de aplicativos de compartilhamento de bikes.

Por meio desses apps, os usuários encontram bicicletas próximas que podem ser usadas e recebem a indicação de onde devem deixá-las após o uso. Trata-se de uma cultura em expansão, que além de contribuir para a eficiência da mobilidade urbana, é condizente com uma postura mais econômica e sustentável.

Aplicativos de Corrida

Mesmo sendo úteis, os serviços convencionais de transporte individual, como o taxi, têm as desvantagens das altas tarifas que são praticadas e dos meios de embarque, geralmente em pontos específicos. No entanto, essa situação passa por mudanças significativas após o surgimento de aplicativos de corrida, como o Uber, o 99 e o Cabify.

Cada vez mais usados no Brasil, esses aplicativos permitem que os usuários encontrem motoristas próximos que estão disponíveis para os levarem ao destino desejado, e isso a um preço bem menor do que os dos táxis. Também é possível compartilhar a corrida com outras pessoas e diminuir ainda mais a tarifa.

Esses aplicativos de corrida geram economia e comodidade para o consumidor. Além disso, essas modalidades de transporte são alternativas de trabalho para milhares de pessoas no país.

Car Sharing

Outro benefício que a tecnologia trouxe para a mobilidade urbana é o car sharing, um serviço de aluguel de carros. Diferentemente das locadoras convencionais, o aplicativo é livre de burocracias no processo, além de oferecer segurança, transparência, rapidez e facilidade tanto para o proprietário do carro quanto para o usuário que fará a locação.

Funciona da seguinte forma: o usuário escolhe o carro mais próximo e solicita a reserva, que, após ser aceita pelo proprietário, é paga por meio de cartão de crédito. Então, basta combinar a retirada do carro com o dono. O car sharing gera renda extra ao locador, traz comodidade para o locatário e contribui para maior eficiência da modalidade urbana.

Como mostramos neste post, a tecnologia chegou para facilitar a vida de todos no trânsito. Além de contribuir de modo efetivo para a melhoria da mobilidade urbana, as ferramentas tecnológicas criadas vêm possibilitando até mesmo a geração de renda extra, como o que fazem os aplicativos de corrida e o car sharing. E isso não é nada mau, sobretudo em tempos de crise.

Gostou do artigo? Então conheça 5 atitudes para levar uma vida mais sustentável!

Entre na discussão